25 de maio de 2020 - 05:37

? ºC Primavera do Leste - MT

Notícias

31/03/2019 21:40

Audiência debate políticas públicas voltadas às mulheres primaverenses

Na noite desta quarta-feira (27.03), a vereadora Edna Mahnic presidiu a audiência pública que discutiu pela primeira vez, na Câmara de Vereadores de Primavera, medidas para fazer o enfrentamento à violência contra a Mulher e criar mecanismos de defesa do direito das Mulheres.

De acordo com a vereadora Edna Mahnic (PT), que sugeriu à bancada feminina a realização do evento, a Audiência cumpriu como o objetivo que foi discutir a criação de políticas públicas, debater e levantar propostas de fortalecimento da rede de apoio que ampara as vítimas. “A audiência é um espaço importante de diálogo com a população. Somente ouvindo as necessidades e as dificuldades que poderemos elaborar leis, projetos e desenvolver ações que atendam a realidade das mulheres primaverenses”, explicou a professora.

Na avaliação da feirante Marlene Valeriano Teixeira Ferreira, a audiência é além dos diferentes assuntos debatidos foi possível falar dos problemas que nos mulheres enfrentamos. “Representei as mulheres trabalhadoras que moram na zona rural. Sugeri que esse tipo de debate, palestras também aconteça nas associações, sindicatos e comunidades com as mulheres, para dar oportunidades à elas se manifestarem e também despertar nelas a coragem para denunciar e identificar as diferentes formas de violências que elas sofrem no seu cotidiano. Além disso elas moram longe, inclusive uma das outras, praticamente isoladas e dificilmente teriam condições de participar de espaços de debates como desta audiência”, disse reforçando também a importância de dar continuidade e executar as propostas apresentadas na audiências.

NÚMEROS DA VIOLÊNCIA

De acordo com os números apresentados pelo major Emanuel Carlos Vieira, em 2016 foram registradas 284 ocorrências de mulheres em situação de violência. Esse número representa 12% do total das ocorrências atendidas pela Polícia Militar de Primavera do Leste, durante e o ano. Ele ainda salientou que 42% desses casos ocorreram dentro das residências. “Esses números mostram que nossa realidade é similar aos dados nacional. Em 2017, os registros a

PROPOSTAS

Foi apresentado pelo Conselho da Mulher um projeto “Núcleo de Atendimento à Família e aos Autores de Violência Doméstica (NAFAVD)”, desenvolvido no Distrito Federal, para ser usado como modelo, em Primavera.  O projeto está sendo discutido com a Promotoria, Polícia Civil e OAB. A ideia é oferecer assistência à mulher em situação de violência doméstica e orientar a conduta dos agressores, oferecendo atendimento a ambos à vítima e ao agressor.   

Ainda, os participantes sugeriram a criação da Casa de Apoio, para amparar as vítimas; projetos com as mulheres do campo; parceria entre instituições para desenvolver rondas policiais próximos a residência de mulheres que possuem medidas protetivas, entre outras que serão publicadas na relatório da audiência.

Com informações da SECOM/CÂMARA DE VEREADORES

 


Crie seu novo site AgenSite
versão Normal Versão Normal Painel Administrativo Painel Administrativo